A origem do Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres (25/11)

Em 25 de novembro de 1960, três militantes dominicanas de oposição ao governo ditatorial, Minerva, Pátria e Maria Teresa Mirabal, foram brutalmente assassinadas por ordem do ditador Rafael Leonidas Trujillo. Depois de uma série de prisões e sessões de tortura, as três foram pegas desarmadas por homens de Trujillo, que as apunhalaram e estrangularam quando iam visitar seus maridos na prisão. O crime provocou a revolta do povo dominicano, culminando no assassinato do ditador em maio de 1961. Em homenagem a "Las Mariposas", codinome das irmãs, foi criado o Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres, no I Encontro Feminista da América Latina e Caribe, realizado em Bogotá, Colômbia, em 1981. A data foi oficialmente reconhecida pela ONU em 17 de dezembro de 1999, como forma de auxiliar as mulheres que têm a vida abalada pela violência e por maus tratos no mundo todo.