Limpador de pára-brisa


A norte-americana Mary Anderson vivia reclamando que os motoristas dos bondes paravam muito para remover a neve que se acumulava no vidro do veículo. Em 1903, resolveu fazer algo a respeito. Inventou uma haste com um rodo que batizou de limpador de pára-brisa.

O acessório foi patentado apenas em 1905, mas fez Mary entrar para a história como a primeira mulher a desenvolver um dispositivo para automóveis. Afinal, 3 anos depois, sua invenção já estava no primeiro carro movido à gasolina, o Ford I, criado por Henry Ford. De lá para cá, sua forma pouco mudou. Ganhou apenas um mecanismo de acionamento com velocidades diferentes (para chuva forte, leve ou garoa) e um sensor que o ativa ao menor espirro d?água.