Jornal

O primeiro órgão regular a divulgar as notícias foi a gazeta romana Acta Diurna [Realizações Diárias], que começou a ser publicada diariamente em 59 a.C. Afixado por toda a cidade, o jornal foi iniciado pelo imperador Júlio César, e não era muito diferente dos tablóides diários de hoje em dia. Controlado pelo governo, ele trazia novidades sociais e políticas, detalhes de julgamentos criminais e execuções, anúncios de nascimentos, casamentos e mortes, e até mesmo os destaques de eventos esportivos e teatrais no Coliseu.

No início do século XVII, os jornais ganharam a forma atual. O mais antigo deles, que se originou de um boletim comercial que circulava entre os mercadores de Antuérpia e Veneza, talvez tenha sido o holandês Nieuwe Tijdinghen, publicado em 1605. Os mercadores holandeses, que viajavam por todo o mundo, serviam como ?correspondentes internacionais?, coletando uma variedade de informações das terras distantes.

Lançado em junho de 1808, o primeiro jornal a circular no Brasil foi o Correio Braziliense, distribuído clandestinamente. Ele era escrito e impresso em Londres. Com a vinda da Corte portuguesa para o Brasil, surgiu o primeiro jornal impresso no país: a Gazeta do Rio, em setembro do mesmo ano. O semanário de quatro páginas era feito na Imprensa Régia (oficina tipográfica oficial) e tratava de assuntos ligados à corte. As notícias vinham com dois meses de atraso.