Escada rolante

A escada rolante nasceu, em 1892, dos esforços de dois americanos, Jesse W. Reno e George H. Wheeler. Reno patenteou sua idéia em 15 de março de 1892 e a inaugurou no antigo pier de ferro em Coney Island, Nova York, no outono de 1896. A escada de Reno era uma esteira inclinada sem fim, feita de placas de madeira, cada uma com 10 centímetros de largura e 60 centímetros de comprimento. Essas madeiras tinham ranhuras revestidas de borracha, direcionadas para a frente, para que os sapatos do usuário aderissem bem. Passavam debaixo de um pente nas duas extremidades da esteira, como acontece numa escada rolante moderna. Um motor elétrico acionava a escada e também o corrimão de borracha, coberto de pelúcia, a uma velocidade de 2,5 quilômetros por hora. A primeira escada rolante com degraus planos foi patenteada por George H. Wheeler, em 2 de agosto de 1892. Esta não tinha um mecanismo tipo pente e os passageiros entravam e saíam por uma entrada lateral. Embora a escada de Wheeler nunca tenha sido construída, sua patente foi comprada em 1898 por Charles D. Seeberger, que incorporou a idéia dos degraus planos num desenho aperfeiçoado, de sua autoria. O protótipo de Seeberg foi construído pela Companhia de Elevadores Otis, com quem ele fez um acordo, e entrou em operação na sua fábrica em 1899.

A primeira escada rolante Seeberger para uso público foi instalada na grande Exposição de Paris de 1900. Foi levada de volta para os Estados Unidos no ano seguinte e instalada na loja de departamentos Gimbel?s, na Filadélfia, onde continuou em operação até 1939. A primeira escada rolante com degraus e um mecanismo tipo pente para o desembarque dos passageiros foi o modelo ?L? da Otis, construído em 1921, que incorporava as características mais importantes tanto do modelo Reno como o de Seeberger.