Canudinho

  • Marvin Stone - dono de uma fábrica de piteiras de papel nos Estados Unidos - costumava descer o quarteirão para tomar seu drinque habitual depois do expediente. Era uma bebida chamada mint julep, que precisava estar sempre bem gelada. Por isso, as pessoas costumavam bebê-la através de canudos naturais de capim para não precisar encostar as mãos no copo. Mas os canudos naturais faziam o líquido ficar com gosto de grama.
     
  • Stone notou a relação entre o processo de fabricação de suas piteiras e a possibilidade de fazer canudos artificiais de papel.Ele enrolou longas e finas faixas de papel ao redor de um lápis e prendeu as extremidades com uma pincelada de cola. Em 1888, Stone fez vários desses canudos e deixou-os com o barman da taverna para seu uso pessoal.
     
  • A limonada era outra bebida muito popular, e Stone pensou que as pessoas também gostariam de bebê-la com um canudinho. Assim, ele projetou um canudo de papel de 20 centímetros, com um diâmetro suficiente para impedir que sementes de limão bloqueassem o tubo. Ele utilizou papel manilha recoberto com parafina para que o canudo não se encharcasse em contato com o líquido.
     
  • Reconhecendo o interesse de todos por sua invenção, Stone colocou a maior parte de seus empregados para enrolar canudos.
     
  • Marvin Stone inventou também o apontador de lápis e o suporte de caneta tinteiro.