busca
facebook twitter rss

Rivellino

Nome: Roberto Rivellino

Nascimento: 01/01/1946 - São Paulo

1. Quando começou a jogar bola, foi reprovado no Palmeiras. Depois, foi para o Corinthians, onde ficou 11 anos (1963-1974) contando o período que esteve nos juvenis (1963-1965). Saiu do Timão por ter sido considerado culpado na derrota para o Palmeiras na decisão do Paulistão de 74.

2. Em 1975, foi para a Fluminense. Em 8 de fevereiro de 1975, Rivellino estreou pelo clube carioca, em um amistoso justamente contra seu ex-clube, o Corinthians. Ainda magoado por ter saído do time paulista brigado com a torcida, Rivellino fez três gols na vitória tricolor por 4 a 1.

3. Em 20 anos de carreira, Rivellino cobrou apenas três pênaltis — e perdeu um deles. Por ir mal nos treinos, preferia não arriscar durante os jogos. 

4. Disputou as Copas de 1970, 1974 e 1978, vestiu a camisa da Seleção 121 vezes e marcou 43 gols.

5. O "Deus" argentino Maradona declarou diversas vezes que sua inspiração para jogar futebol, quando era criança, veio de Rivellino.

6. O drible "elástico"  não foi inventado por Rivellino, embora tenha sido aperfeiçoado pelo Reizinho do Parque. Na verdade, a jogada foi criação de Sérgio Echigo, jogador japonês que foi companheiro de Riva no Corinthians em 1965.

7. Certa vez, o goleiro argentino Buttice, do San Lorenzo, foi defender uma bomba de Rivelino — acabou levando uma bolada no peito. Ficou com a marca do cruxifixo que carregava estampada na pele.

8. Rivelino jogou por 40 minutos pela Portuguesa. Num dos amistosos da inauguração do estádio Canindé, num jogo entre a Lusa e o Zoljeznicar, da Iugoslávia, o Corinthians emprestou o craque. A partida terminou 2 a 0 para a Portuguesa, com um gol de Rivellino. Gol raro para ele, já que foi marcado com o pé direito.

9. Rivellino já declarou que, caso fosse jogador nos dias de hoje, ganharia muito mais dinheiro. No entanto, ele também afirmou que não trocaria por nada a chance de ter atuado ao lado de nomes como Pelé, Tostão e Jairzinho.

10. Apesar de ter sido perseguido pela torcida corintiana no passado, Rivellino tem lugar garantido no coração de muitos fãs do Corinthians. Isso porque ele já afirmou que trocaria o título mundial de 70 com a Seleção Brasileira pela conquista do campeonato paulista contra o Palmeiras, em 1974

 

Livro conta a história do êxodo dos jogadores brasileiros.

livro indicado

Isso e muito mais você encontra aqui!

botao conheca

facebook twitter rss

2005-2012 © Guia dos Curiosos Comunicações

Todos os direitos reservados. - Nenhum texto pode ser reproduzido sem prévia autorização.