No Brasil, o pássaro Garibaldo era azul. Mas nos Estados Unidos, o animal tinha penas amarelas. Segundo o produtor Claudio Petraglia, na primeira versão brasileira do personagem Garibaldo, suas penas foram pintadas de amarelo. “A  ’roupagem’ ficou horrível, e para não perdermos as plumas de avestruz, muito caras na época, decidimos fazer um dégradé. O que deu melhor resultado foi o azul arroxeado”, lembra. Como a série, inicialmente, era transmitida em preto e branco, as volumosas penas azuis eram vistas na tela em um tom claro de cinza. Assim nasceu o Garibaldo azul. “Foi tudo uma questão de economia e acaso, que acabou favorecendo a sorte”, afirma Petraglia.