1. O Batmóvel surgiu em 1941, nas histórias em quadrinhos. Tinha um design arrojado, mas não trazia nenhum equipamento especial.

2. Em 1966, já no seriado de TV, foi criado o carro clássico a partir de um modelo Lincoln Futura 1955, com customização de George Baris. O automóvel, que ficou pronto em apenas três semanas, era quase todo preto, com linhas vermelhas, vidro panorâmico e motor V8. Continha turbina, reparador de pneus automático e baterias atômicas, entre outros acessórios. Em 2013, foi vendido para um fã de Batman em um leilão de carros antigos por 4,2 milhões de dólares.

3. No filme “Batman” (1989), dirigido por Tim Burton, o Batmóvel foi construído a partir de dois velhos Chevrolet Impalas e ganhou uma armadura retrátil. 

4. O mesmo carro foi usado no filme seguinte, “Batman, o Retorno” (1992), do mesmo diretor. Porém, a máquina ganhou a possibilidade de se esticar para se transformar em um míssil. Além disso, para as manobras rápidas, suportes na parte de baixo do veículo o levantavam para um giro de 180 graus.

5. O diretor Joel Schumacher trouxe dois novos carros para o filme “Batman Eternamente” (1995). Eles tinham a dianteira mais baixa e o para-lamas separado da carroceria. O centro da roda, com o símbolo do Batman, não girava com os pneus.

Livro traz curiosidades sobre os super-heróis de todos os tempos

6. No filme “Batman & Robin” (1997), o companheiro do homem-morcego não cabia no automóvel, que só tinha lugar para um ocupante. O Batmóvel era ativado por comando de voz, e podia acionar foguetes, ganchos, sensores infravermelhos e rastreadores a laser. Tinha 10 metros de comprimento, 1,60 de altura e atingia 220 km/h.

7. Em junho de 2005, durante o lançamento do filme “Batman Begins” em Londres (Inglaterra), o automóvel tomou uma multa na porta do cinema onde ocorria a premiére. Ele estava estacionado em local proibido.

8. Em 2009, para o filme “O Cavaleiro das Trevas”, também de Christopher Nolan, Batman usa não apenas o carro, mas também uma moto, inspirada na Dodge Tomahawk.

9. Em “Batman Begins” (2005), do diretor Christopher Nolan, o veículo ficou mais gótico e robusto, parecido com um carro de corrida. O carro usado em “Batman: o Cavaleiro das Trevas Ressurge” (2012) foi produzido pelo diretor Christopher Nolan e pelo designer Nathan Crowley, em uma garagem em Los Angeles. Eles se inspiraram em carros militares, Lamborghinis e Hummers.

10. O Batmóvel original foi eleito em 2004 o melhor carro do cinema. O carro bateu o Aston Martin DB5 de “James Bond contra Goldfinger”, o Mini Cooper de “Uma Saída de Mestre”, o Fusca de “Se meu Fusca Falasse”, o De Lorean de “De Volta para o Futuro”, o Mustang de “Bullit” e o Lotus Esprit de “O Espião que me Amava”.