Por que a caixa-preta é laranja?

As caixas pretas dos aviões são construídas com cores vivas como o laranja para facilitar sua visualização entre os destroços de uma aeronave acidentada. O nome caixa-preta possivelmente foi herdado de um item semelhante, que foi usado durante a II Guerra Mundial: um radar que ajudava o piloto a identificar o que havia por trás de algumas nuvens. Os itens eletrônicos do equipamento eram armazenados em caixas realmente pretas.

As caixas-pretas dispõem de um gravador de voz que capta todo o som ambiente da cabine dos pilotos, bem como um gravador de dados que registra os dados técnicos do voo como velocidade, altitude e etc. Colocadas em geral nas caudas dos aviões, elas são feitas de aço inoxidável, titânio e outros materiais extremamente resistentes para que, mesmo em caso de queda do avião, possa haver o registro do que se passou com ele. As caixas-pretas resistem a um impacto a 500 km/h e à temperaturas de até 1.100ºC, além de flutuarem em profundidades de até 6 mil metros.

De acordo com a assessoria de imprensa da Embraer, tornar um avião indestrutível usando os mesmos materiais usados na caixa-preta seria impossível porque o peso agregadp agregado pelos metais não permitiria que a aeronave saísse do chão - é por isso que os aviões são construídos com metais leves como o alumínio. Mesmo que fosse possível, no entanto, o corpo humano não conseguiria resistir ao impacto de determinadas quedas mesmo que não houvesse prejuízo à estrutura do avião.