Por que se usa aliança de casamento na mão esquerda?

A criação do anel de casamento vem dos egípcios e aconteceu há cerca de cinco mil anos. A estrutura do objeto (circular, sem um começo e sem um fim) indicava a eternidade da união matrimonial. Não havia, dentre os egípcios, uma regra sobre em qual das duas mãos o anel deveria ser colocado.

A importância de se perpetuar as relações matrimoniais entre duas pessoas com o anel na mão esquerda é herança grega e surgiu cerca de dois mil anos mais tarde. Na Grécia acreditava-se que no dedo esquerdo havia uma veia que tinha uma ligação direta com o coração, o que por si só carregava um simbolismo claro.

Mas a tradição foi além: mais ou menos na mesma época os gregos começaram a descobrir o magnetismo. Por isso, os anéis passaram a ser feitos com ímãs, pois assim a tal veia seria atraída para o anel e os dois corações seriam unidos eternamente. A tradição se manteve entre os romanos e a Igreja perpetuou.