Por que chamamos de "nababo" quem tem uma vida cheia de luxos?

Trata-se de uma herança vinda dos séculos XVI, XVII e XVIII. Nessa época, em diversas regiões do Oriente (principalmente no Império Mongol, na Índia e na Pérsia), a figura do nababo representava um vice-rei ou um governador de uma das províncias locais. Tem origem na palavra árabe “nabob”, que significa “delegado”.

Os tais nababos tinham o hábito de realizar festas suntuosas e cheias de mordomias. Por isso, viraram referência de uma vida abastada. E não é só no Brasil. Em inglês, desde o século XVII usa-se o termo “nabob” (uma variação de “nawab”, que é a tradução de fato de “nababo”) para designar grandes comerciantes que prosperaram.

A partir do século XVIII, esteve mais relacionado àqueles que enriqueceram na Índia. Algum tempo depois, passou a ganhar um peso parecido ao que hoje temos no Brasil, associando-se aos que não só possuem grande condição financeira, como conscientemente tentam mostrá-la o tempo todo.