O que significam os anéis olímpicos?

O mais conhecido símbolo dos Jogos Olímpicos é formado por cinco anéis entrelaçados, que representam o convívio pacífico entre os povos. Segundo o COI, os cinco anéis representam os cinco continentes, mas não há relação entre os continentes e as cores. Estas foram escolhidas em razão das bandeiras nacionais de todos os países existentes no Século XX. O barão de Coubertin, criador dos Jogos Olímpicos, se inspirou no logotipo de dois anéis da União das Sociedades Francesas de Esportes Atléticos, que ele ajudou a fundar, em 1887.

A bandeira olímpica foi costurada em 1913 na loja Bon Marché, em Paris, com um pano de 3 por 2 metros. Sua aparição oficial ocorreu no ano seguinte, mas só em 1920 ela foi hasteada num estádio olímpico. A bandeira traz também o lema “citius, altius, fortius” (“mais rápido, mais alto, mais forte”), criado por um monge francês chamado Henri Didon, amigo do barão de Coubertin, em 1890. Quando uma Olimpíada acaba, a bandeira é recebida pelo prefeito da cidade anfitriã dos Jogos seguintes, ficando lá guardada até então.

 

Cada edição dos Jogos Olímpicos também tem seu próprio símbolo, estilizado de acordo com as preferências da cidade-sede. O único requisito é que, em meio a elementos originais, apareçam os clássicos anéis, o símbolo maior da competição.