Região Norte

1. Durante a Semana Santa, os católicos de Belém fazem procissões que passam pelas sete igrejas históricas, que ficam na área central da cidade.

2. Um município vizinho, Barcarena, apresenta a mais famosa encenação da Paixão de Cristo da região Norte. Foi construída uma cidade cenográfica para receber os 130 atores e 200 figurantes que apresentam o espetáculo agora chamado de “Paixão da Amazônia”.

3. A Procissão do Senhor Morto é realizada por todo o país. O Cristo morto é carregado em procissão. Durante a caminhada, as pessoas que tem algum problema de saúde medem a parte do corpo de Cristo relativa à doença com um pedaço de barbante. Por exemplo: quem está com dores na perna mede a perna. Depois, esse barbante deve ser amarrado em qualquer parte do corpo. Em Belém, a procissão sai da Catedral da Sé em direção à Igreja de São João, com as imagens de Nosso Senhor Morto e de Nossa Senhora das Dores percorrendo as ruas do centro histórico. Em 2014, a título de curiosidade, a procissão do Senhor Morto não foi realizada completamente devido ao mau tempo. Por ser antiga, a imagem de Cristo, que é conduzida no cortejo, poderia ser danificada pela chuva, e uma cerimônia foi realizada dentro da Catedral. Apenas a imagem de Nossa Senhora das Dores foi conduzida pelos fiéis.

4. O Amazonas começou uma gostosura que logo se espalhou pelo país: a mistura de chocolate com frutas típicas da região. Os mais apreciados hoje são açaí, cupuaçu, cajá e castanha-do-Pará. Um dos mais recentes é o camaru, semente que tem sabor parecido com a da baunilha. O açaí, consumido pelos povos amazônicos há muito tempo, é considerado um poderoso antioxidante, que previne o envelhecimento precoce.