10 curiosidades sobre a Copa de 1994 (EUA)

1. A média de público em estádio foi a maior já registrada em Copas: 68 mil torcedores. Foram colocados à venda 3,5 milhões de ingressos, mas nem todos foram vendidos.

2. Desacostumados das regras do "soccer", alguns torcedores norte-americanos bateram palmas para um arremesso lateral no jogo de abertura da Copa, entre Alemanha e Bolívia.

3. Cada vitória na primeira fase passou a valer três pontos. Não mudou muito: caso valesse o critério antigo de dois pontos por vitória, os classificados para a fase seguinte seriam os mesmos.

4. Durante a partida entre Alemanha e Coreia do Sul, foi registrada a temperatura mais alta em um jogo da Copa. As seleções se enfrentaram sob um calor de 46º C.

5. Ao receber a taça de campeão, o goleiro brasileiro Taffarel trocou as luvas que usava por outra com publicidade. Como desrespeitou uma norma da Fifa, recebeu uma multa de 15 mil dólares e foi suspenso por dois jogos.

6. O apoiador Stefan Effenberg, da Alemanha, não gostou das vaias da torcida ao ser substituído e fez gestos obscenos para as arquibancadas. No dia seguinte, foi desligado da equipe pelo técnico Berti Vogts.

7. Os jogadores brasileiros entraram em campo de mãos dadas em todos os jogos. Cada um recebeu 120 mil dólares de prêmio pelo título de campeão.

8. A mãe do búlgaro Stoichkov sofreu um ataque cardíaco na hora em que ele marcou um gol contra a Alemanha nas quartas-de-final.

9. O desejo da Fifa de agradar ao público norte-americano fez cair proibições e tradições. Foi permitido, por exemplo, o uso de telões (dando até replay dos lances mais polêmicos) e de relógios nos marcadores eletrônicos dos estádios.

10. Segundo os cálculos da Fifa, uma plateia global acumulada de 31 bilhões de pessoas assistiu aos 52 jogos da Copa — 5 bilhões a mais que o Mundial da Itália, em 1990. Foi a primeira vez, por exemplo, que o Vietnã viu a Copa ao vivo.