Os 3 santos homenageados nas festas juninas

1. Santo Antônio
No dia 13 de junho, homenageia-se Santo Antônio de Pádua, o santo casamenteiro. É também o Dia das Casamenteiras, escolhido para homenagear aquelas mulheres que se dedicam a organizar tudo em uma cerimônia de casamento, já que Santo Antônio teria ficado famoso ajudando as donzelas a conseguir o dote - uma quantia em dinheiro ou alguma riqueza que a família do noivo exigia para que o enlace acontecesse. Santo Antônio nasceu no século 13, em Lisboa, Portugal, e pregou na França e na Itália, convertendo milhões de pessoas ao cristianismo. Morreu em 1231, aos 36 anos de idade. Sua língua foi preservada e é venerada até hoje em um relicário, na cidade italiana de Pádua.

A oração para o santo casamenteiro é: 
Meu grande amigo Santo Antônio,
tu, que és o protetor dos enamorados, olha para mim, 
para a minha vida, para os meus anseios.
Defende-me dos perigos, afasta de mim os fracassos,
as desilusões, os desencantos.
Faze com que eu seja realista, confiante, digno e alegre.
Que eu encontre um amor que me agrade,
seja trabalhador, virtuoso e responsável.
Que eu saiba caminhar para o futuro e para a vida a dois
com as disposições de quem recebeu de Deus
uma vocação sagrada e um dever social.
Que meu amor seja feliz e sem medidas.
Que todos os enamorados busquem a mútua compreensão,
a comunhão de vida e o crescimento na fé.
Assim seja. 

2. São João
O primo de Jesus Cristo teria nascido por milagre, já que seus pais, Isabel e Zacarias, já eram velhos demais para terem filhos. Adulto, João Batista ficou famoso como pregador e ganhara o apelido Batista exatamente por batizar as pessoas que queriam se purificar de todos os pecados e esperar pela vinda do Messias. Ele mesmo batizou Jesus no Rio Jordão. No Nordeste, a festa de São João é tão importante que quase impediu a votação do IPMF no Congresso em 1993. O governo só conseguiu manter os deputados nordestinos no plenário porque prometeu reservas em voos que chegavam a tempo para a abertura da comemoração.

3. São Pedro
O Novo Testamento conta que Simão tinha uma boa vida como pescador, mas abandonou tudo a fim de seguir Jesus. Ele era o líder dos apóstolos, ganhou as chaves do Reino de Deus e foi batizado como Pedro - nome que vem do grego petros, que quer dizer pedra ou rocha. Não foi à toa que ele recebeu esse nome de Jesus: fundou a comunidade cristã de Roma e é considerado a "pedra" que serviu de base para a construção da igreja. Para a Igreja Católica, Pedro foi o primeiro bispo e também o primeiro papa. Ele morreu crucificado de cabeça para baixo.