10 curiosidades sobre o Agente 86

1. Maxwell Smart, o Agente 86, foi criado em 1965 por Dan Melnick, Buck Henry e Mel Brooks. Mel era fã de James Bond e teve a ideia de criar um personagem que satirizasse 007.

2. Melnick conseguiu 7,5 mil dólares da emissora ABC para fazer um piloto do programa. A emissora não gostou. O produtor devolveu o dinheiro e apresentou o episódio-piloto para a NBC. Em 18 de setembro de 1965, estreava um dos seriados de maior sucesso da TV norte-americana.

3. A indicação do número 86 foi ideia de Mel Brooks. Ele trabalhava em um restaurante e o número indicava quando algum produto estava em falta. Para ele, em Maxwell Smart, faltava cérebro.

4. No Brasil, o programa estreou em 1966, na TV Record. Mesmo depois do cancelamento da série em 1970, as reprises continuaram por aqui.

5. A principal companheira de 86 era a Agente 99. Seu verdadeiro nome nunca foi revelado. Ela dizia que, antes de virar agente, era modelo.

6. Os dubladores brasileiros do seriado foram Bruno Netto, que emprestou sua voz ao Agente 86, e Ângela Bonatti e Aliomar de Mattos, que fizeram a Agente 99.

7. O equipamento de espionagem mais famoso de Max era o sapato-fone, mas o arsenal do espião era enorme. Tinha também o cone-do-silêncio, aparelho que descia do teto para conversas reservadas. Só que, em funcionamento, um não conseguia escutar o que o outro estava dizendo. Ele usou exatos 198 equipamentos diferentes, o que incluía desde a “azeitona transmissora” até um “violino-revólver”.

8. A Agente 99 não possuía a mesma quantidade de equipamentos que Max. Foram ao todo 29, de “unhas-fone” até o “batom-nocaute” ou “anel lâmina”.

9. Max e a Agente 99 viveram um atrapalhado romance. O grande beijo aconteceu no primeiro episódio da quarta temporada. Eles estavam presos em uma sala e acreditavam que seriam, finalmente, pegos pelos inimigos. Por isso, se declaram e se beijam, fantasiados de Charles Chaplin.

10. Ao todo, o Agente 86 estrelou 138 episódios em 5 temporadas. Depois do final da série, o personagem apareceu em três filmes: “A bomba que desnuda” (1980), “Agente 86, de novo?” (1988) e “Agente 86” (2008). Nos dois primeiros, Don Adams fez o papel que o notabilizou. Em 2008, o agente secreto foi interpretado por Steve Carell.

Clique aqui e confira o livro Agente 86 lançado pela Panda Books. Lá você encontra muitas outras curiosidades sobre a série.