Crises matrimoniais

Dizem que o tempo cura tudo. Mas na vida a dois, ele muitas vezes se torna um grande inimigo. Confira abaixo as crises que marcam as diferentes fases de um relacionamento:

1º ao 3º ano
O envolvimento, ainda muito caloroso, gera planos para o futuro e grande entrega de ambas as partes.

3º ao 6º ano
O fogo do início do relacionamento já esfriou e os parceiros começam a se ver como realmente são. A chegada dos filhos também passa a demandar atenção da mulher, antes canalizada exclusivamente para o marido. A maioria das separações ocorre neste período.

6º ao 10º ano
É quando ocorre a famosa "crise dos sete anos", quando os parceiros deixam transparecer muitas das mágoas do passado. Crises financeiras, problemas mal-resolvidos do passado e o crescimento dos filhos também contribuem para o descontentamento. Muitos dos casais acabam encontrando novas paixões nesta fase.

10º ao 15º ano
Costuma surgir uma grande frustração em relação à longa e exclusiva vida a dois.

15º ao 25º ano
O homem demonstra interesse por mulheres mais jovens. Aqueles que mantêm o casamento o fazem por total falta de ânimo em recomeçar sozinhos.