10 curiosidades sobre O.J. Simpson

  1. O. J. Simpson foi um dos astros do futebol americano da década de 70. Jogou no time dos Buffalo Bills. Ao se aposentar tornou-se comentarista esportivo da rede NBC e participou dos filmes "Corra que a Polícia Vem Aí" e "Inferno na Torre".
     
  2. Ele foi acusado de matar a facadas a ex-mulher, Nicole Brown, e seu amigo, Ronald Goldman, em 12 de junho de 1994. 
     
  3. Seu julgamento começou em 26 de setembro de 1994 e durou 372 dias. 
     
  4. Vinte milhões de pessoas assistiram ao julgamento pela TV. O anúncio do veredicto bateu os recordes de audiência da chegada do homem à Lua e do funeral do presidente John Kennedy.
     
  5. A promotora Márcia Clark foi quem mais falou no julgamento: 37 mil palavras. Em segundo lugar, ficou o principal advogado de defesa, Johnnie Cochran, com 33 mil palavras.

     
  6. Foram ouvidas 133 testemunhas e a palavra mais citada foi "sangue", pronunciada 15 mil vezes no julgamento.
     
  7. Aconteceram 16 mil objeções durante o processo. 
     
  8. O jogador tinha uma extensa ficha de agressões tanto contra sua primeira esposa, Marguerite, quanto contra Nicole.
     
  9. Em 1993 Simpson chegou a invadir a casa de Nicole, que se trancou na cozinha. Depois de ser acusado de duplo homicídio, O.J. Simpson deixou uma carta que anunciava seu desejo de se suicidar e fugiu. Foi perseguido pela polícia por 96 quilômetros, trancou-se durante horas em seu carro e em seguida se entregou. O.J. Simpson foi considerado inocente por júri popular, em 3 de outubro de 1995.
     
  10. Em 2006 a empresa de comunicação News Corporation (proprietária, entre outras coisas, da Fox) comprou os direitos de publicação de um livro em que Simpson descreveria o crime, caso tivesse sido o assassino. No entanto, "If I Did It, Here´s How It Happened" (Se Fui Eu, Foi Assim que Aconteceu) foi proibido e não chegou nem às lojas.