10 curiosidades sobre os planetas do Sistema Solar

1. A palavra "planeta" vem do grego "planétes", que significa "errante". O costume de batizar astros com nomes de divindades vem da Antiguidade. Mas quando Plutão foi descoberto, sugeriram que o nome dado fosse uma homenagem a seu descobridor, Percival Lowell. Tendo em vista que isso acabaria com o antigo costume, o problema foi resolvido por Venetia Burney, de apenas 11 anos. Ela pesquisou em livros de mitologia e sugeriu Plutão. O nome, além de ser uma referência ao Deus da escuridão e das profundezas, homenageava seu descobridor nas duas primeiras letras.

2. Os planetas gigantes (Júpiter, Saturno, Urano e Netuno) não possuem chão sólido. Sua superfície é composta por gases densos, seguidos de uma camada pastosa. Todos eles possuem anéis, mas os mais visíveis são os de Saturno, devido à intensidade de seu brilho.

3. Acredita-se que os planetas visíveis a olho nu (Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter e Saturno) eram conhecidos desde 3.000 a.C., pelos Babilônios, que criaram a astrologia. Os outros foram descobertos depois da invenção do telescópio: Urano em 1781, Netuno em 1846 e Plutão em 1930. As novas descobertas só tornaram-se possíveis depois que Isaac Newton descobriu a gravidade, no século XVII, informação necessária para calcular a interação entre os planetas.

4. Em 24 de setembro de 2006, Plutão deixou de ser considerado um planeta do Sistema Solar. A resolução foi feita pela União Astronômica Internacional, durante a 26° Assembleia Geral da entidade, em Praga, onde foi admitido o erro na classificação, datada de sua descoberta, em 1930. Agora Plutão faz parte da terceira categoria de astros existentes no Sistema Solar, os planetas-anões, juntamente com o objeto UB313, descoberto em 2005.

5. Em latim, "terra" significa "solo, região, país". Uma das versões para a razão da escolha do nome do nosso planeta foi escrita pelo grego Hesíodo no canto “Tegonia”. Segundo ele, Terra era uma das quatro divindades originárias, nascida após Kaos e antes de Tártaro e Eros. A divindade Terra estava ligada ao solo, chão. Por isso, o nome. É o único planeta que possui água na estado líquido. E, enquanto seus vizinhos têm atmosferas ricas em dióxido de carbono, o ar aqui é rico em nitrogênio e oxigênio. A combinação de uma superfície em permanente mudança (graças aos vulcões e tremores), os oceanos e a atmosfera proporcionam o desenvolvimento de algo que existe apenas no nosso planeta: a vida. 

6. Em 26 de dezembro de 2004, ocorreu um terremoto próximo à Ilha de Sumatra que atingiu 9 graus na escala Richter. A Nasa divulgou mais tarde que o tremor afetou a rotação do planeta e sua forma. O achatamento da Terra diminuiu uma parte em 10 bilhões. Isto fez com que os dias ficassem menores em 2,68 microssegundos e o Polo Norte mudasse de lugar por 2,5 centímetros.

7. O maior planeta do Sistema Solar recebeu o nome do mais importante deus romano justamente por seu tamanho. Dentro de Júpiter, caberiam 11 planetas Terra. O corpo tem três vezes mais massa do que todos os outros planetas reunidos. Calcula-se que isso seja 70% de toda a matéria que gira em torno do Sol. Saturno, segundo maior planeta do Sitema Solar, tem sete majestosos anéis ao seu redor. Cada anel é composto por centenas de anéis menores. Eles ficam uns dentro dos outros e são feitos por bilhões de partículas de gelo. Batizado com o nome do deus grego da fartura, foi o primeiro planeta a ser descoberto pelos povos antigos. Saturno possui 33 luas conhecidas.

8. Urano gira deitado em volta do Sol. Faz um movimento de rotação sobre seu eixo de 98 graus (na maioria dos planetas, ele é de zero grau e na Terra, de 23 graus). O planeta se chamava Georgium Sidium em homenagem ao rei Jorge III, da Inglaterra. Apenas em 1850 recebeu o nome do deus greco-romano, o Senhor dos Céus. Comparado com os outros gigantes gasosos, é um planeta sereno e brando. Com nome do deus romano do mar, Netuno é cheio de tempestades e ventos arrasadores, circundado por oito satélites naturais e cinco anéis, além de uma camada de poeira. Ele fica 30 vezes mais afastado do Sol do que a Terra.

9. Mercúrio é um planeta morto, cheio de crateras, quase sem ar. É o que fica mais próximo do Sol. Seu nome veio do deus romano Mercúrio, um mensageiro. De fato, o planeta viaja ao redor do Sol mais rápido do que qualquer outro. Recebe sete vezes mais luz que a Terra.

10. Vênus é chamado de planeta gêmeo da Terra por serem ambos parecidos em tamanho, mas essa é a única semelhança. A densa atmosfera que cobre Vênus cria um efeito estufa que o deixa com uma temperatura de 462ºC. Vênus, batizado em homenagem à deusa romana do amor e da beleza, é também conhecido como Estrela Vésper ou Estrela D’Alva, pois é visível a olho nu ao entardecer ou ao amanhecer. Só perde em brilho para o Sol e a Lua.