10 homens que estudaram o Universo

1. Eratóstenes (276-195 a.C.)
O astrônomo grego foi o primeiro a medir o tamanho da Terra corretamente. Ele mostrou que o diâmetro aproximado do nosso planeta era de 12.713 quilômetros.

2. Claudius Ptolemaeus (Ptolomeu) (120-189)
Chamado de O Príncipe dos Astrônomos, Ptolomeu observou 1.022 estrelas e agrupou-as em 48 constelações. Seu trabalho só recebeu modificações no século XVI, quando os europeus exploraram o hemisfério Sul e descobriram novas constelações.

3. Nicolau Copérnico (1473-1543)
Sugeriu que a Terra girava em torno de si mesma e orbitava ao redor do Sol. Os gregos também já tinham dito isso. Copérnico ganhou o título de Pai da Astronomia Moderna.

4. Galileu Galilei (1564-1642)
Galileu, físico italiano, foi o primeiro a utilizar o telescópio astronômico. Com ele, descobriu quatro dos satélites de Júpiter, e viu as crateras da Lua. Essas descobertas alarmaram a Igreja. Para os padres, "as pretensas luas de Júpiter não eram visíveis a olho nu; portanto, não tinham a menor importância para a vida humana; logo, não existiam". Ele convidou os padres a usar o telescópio, mas todos se recusaram. Galileu sustentava que o Sol era o centro do sistema planetário, e não a Terra. Mas foi obrigado pela Igreja a se retratar. Somente em 1984 o papa João Paulo II reconheceu que Galileu Galilei estava certo.

5. Johannes Kepler (1571-1630)
A astrônomo alemão descobriu que os planetas se movimentam com velocidades variáveis e que o movimento tem a forma de uma elipse, e não de um círculo perfeito, como se pensava antes.

6. Isaac Newton (1643-1727)
O físico é lembrado sempre pela descoberta da Lei da Gravidade. Em 1666, quando o jovem cientista Isaac Newton tirava um cochilo embaixo de uma macieira, um dos frutos se soltou do galho e caiu em sua cabeça. Ele se pôs a estudar esse fato aparentemente tão simples e descobriu a gravidade. A maçã havia caído por causa da força que atrai todos os corpos em direção ao centro da Terra. Ele usou essa teoria para explicar como a Lua é mantida em órbita ao redor da Terra. Mostrou também que os corpos celestes são quase esféricos devido à gravidade, que se distribui em todas as direções.

7. Edwin Hubble (1889 - 1953)
Nos anos 20, o astrônomo norte-americano foi o primeiro a provar que existem outras galáxias fora da Via Láctea. Ele fez isso medindo a distância da terra à Galáxia de Andrômeda, que, até então, acreditava-se tratar-se de uma gigante nebulosa. Mais tarde, Hubble provou que, quanto mais distante de um ponto estiver uma galáxia, maior será sua velocidade aparente, devido à expansão do Universo. Essa teoria foi denominada Lei de Hubble.

8. Bernard Lovell (1913 - 2012)
O cientista ficou conhecido como o "Isaac Newton da radioastronomia". Depois de servir o exército inglês na Segunda Guerra Mundial, ele montou um observatório na cidade de Cheshire. Lá, Lovell construiu o então maior telescópio do mundo, que foi usado para rastrear a corrida espacial entre a União Soviética e os Estados Unidos.

9. Carl Sagan (1934 - 1996)
O astrônomo norte-americano foi responsável pela popularização da ciência moderna, levando o tema à literatura e aos programas de televisão. Durante o trabalho acadêmico, ele se dedicou à pesquisa da vida extraterrestre. Por muitos anos, Sagan fez parte da equipe de programas de exploração planetária da Nasa, participando ativamente das missões Voyager e Viking. Ele descobriu que Vênus é aquecido por um efeito-estufa e que a superfície de Marte se modifica devido a tempestades de areia.

10. Stephen Hawkin (1942)
Stephen Hawkin foi o 17o professor lucasiano de matemática da Universidade de Cambridge. O título de professor lucasiano é a cátedra máxima de matemática nas universidades inglesas. O cosmologista desenvolveu trabalhos pioneiros no estudo dos buracos negros. Ele também é lembrado pelo esforço em popularizar a ciência e pela luta contra a esclerose múltipla.