Nós também temos escândalos sexuais

  • Quatro anos antes de ser deposto pela Revolução de 1930, o presidente Washington Luís teria levado um tiro de uma amante francesa em pleno Copacabana Palace, no Rio de Janeiro.

  • O presidente Getúlio Vargas era fã da maior vedete do Brasil, Virgínia Lane. Ela o conheceu em 1935, ao apresentar-se no Teatro Guaíra, em Porto Alegre. Getúlio disse que gostou dela porque ambos eram baixinhos (ele tinha 1,60 metro e ela, 1,50 metro). O romance, porém, só começou alguns anos depois. E foi ele quem lhe deu o título de "A vedete do Brasil". Virgínia revelou que também teve uma noite ao lado de Juscelino Kubitschek.

  • Entre abril de 1937 e maio de 1938, Getúlio Vargas viveu uma tórrida paixão fora do casamento. No diário que escreveu entre 3 de outubro de 1930 e 27 de setembro de 1942, registrou encontros sem revelar o nome da amada. Especula-se que seria Aimée Sotto Mayor Sá, casada com o gaúcho Luís Simões Lopes, chefe do Gabinete Civil de Getúlio.

  • Durante quase 18 anos (1958 a 1976), o presidente Juscelino Kubitschek teve um romance secreto com Maria Lúcia Pedroso. Durante a comemoração de seu 56º aniversário, Juscelino dançou com Lúcia, esposa do deputado José Pedroso. No último bolero, ele convidou a deslumbrante jovem de 23 anos para um chá no Palácio do Catete. Encontraram-se 12 dias depois. Quando soube do caso, em 1968, José Pedroso ameaçou matá-los com um revólver. Depois, contou tudo a Sarah Kubitschek, mulher de Juscelino. Depois, porém, Pedroso aceitou. Ele e Lúcia continuaram vivendo na mesma casa, mas dormiam em quartos separados. Sarah proibia o marido de ir ao Rio de Janeiro para que ele não encontrasse a amante. Juscelino morreu num acidente de carro na Via Dutra, justamente quando estava indo encontrar-se com Lúcia.

  • Em entrevista à revista Playboy, em 1987, a apresentadora Hebe Camargo contou que chegou a sofrer assédio do ex-presidente Jânio Quadros em vários telefonemas, durante um longo tempo. De tanta insistência, ela marcou um encontro, mas não apareceu.

  • Noé, filho de João Goulart, nasceu de uma relação com uma empregada da fazenda de seu pai, que nunca reconheceu. Arrumou empregos públicos, viajava de graça, hospedava-se em bons hotéis e sempre aparecia no palácio para pedir dinheiro.

  • Comentava-se, sutilmente, que João Goulart namorou a vedete Angelita Martinez.

  • A ex-funcionária do Serviço Nacional de Informações Edine Souza Correa protocolou uma ação contra Figueiredo com o objetivo de provar que o ex-presidente é pai de um de seus 3 filhos, o menino David. Conforme sua versão da história, Edine conheceu Figueiredo na escolinha de equitação do Regimento de Cavalaria de Guarda, em 1971, quando ele era chefe da Casa Militar do presidente Emilio Medici. Trocaram o primeiro beijo durante uma cavalgada pelos cerrados, nas imediações do regimento, em 1971, e tiveram a primeira relação sexual na própria Granja, quando ela tinha 15 anos.

  • No Carnaval de 1994, depois de desfilar pela Viradouro com os seios de fora, a modelo Lilian Ramos entrou no camarote em que estava o presidente Itamar Franco. Ela vestia apenas uma camiseta, uma meia-calça transparente e sapatos de salto alto. Quando levantou os braços para sambar, os fotógrafos perceberam que ela estava sem calcinha - e apareceu assim ao lado de Itamar, de dedos entrelaçados e abraçados. No dia seguinte, trocaram 5 telefonemas. A revista Veja descobriu que Lilian ganhava a vida como garota de programa. Depois disso, ela mudou-se para a Itália. Desde 1995, está casada com um italiano e mora em Roma.
     
  • Itamar Franco telefonou para a repórter Flávia de Leon, da sucursal de Brasília do jornal Folha de S. Paulo, e lhe fez uma série de galanteios. O que ele não sabia era que a conversa estava sendo grampeada e foi divulgado depois.

  • Em julho de 1998, o ex-presidente Fernando Collor de Mello decidiu assumir a paternidade de um jovem de 18 anos. James Fernando Brás da Silva nasceu em 1980, quando Collor era prefeito de Maceió. Na época, o jovem político estava casado com Lilibeth Monteiro de Carvalho e teve um caso com Jucineide Brás da Silva, de 22 anos, que conheceu numa festa.