10 curiosidades sobre a Revolução Cubana

1. A Revolução Cubana foi liderada pelos guerrilheiros Fidel Castro e Ernesto Che Guevara. A luta era contra a ditadura de Fulgêncio Batista e, no início, não estava vinculada à ideologia comunista.

2. O ditador, ex-sargento do exército cubano, promoveu o turismo sexual na ilha, permitindo a abertura de cassinos e casas de prostituição.

3. De Sierra Maestra, os revolucionários passaram a atacar as tropas do governo. Um grupo de rebeldes precariamente armados assaltou o Quartel Moncada, em Santiago, e o Quartel de Bayamo no dia 26 de julho de 1953. Os ataques foram liderados pelo jovem advogado Fidel Castro, que até então não se dizia comunista.

4. Pelos ataques, Fidel Castro foi condenado a 15 anos de prisão na Ilha dos Pinos (hoje Ilha da Juventude). Seu irmão Raul, que integrava o bando, foi sentenciado a 13 anos de reclusão.

5. Já exilados no México, os irmãos Castro se juntaram a um grupo de revolucionários para arquitetar um plano para tirar o ditador Batista do poder. Foi lá que eles conheceram Ernesto Che Guevara.  

6. Além das armas, os revolucionários utilizaram outra poderosa força para impor seu poder: o rádio. Os guerrilheiros criaram, em 1958, uma rádio pirata, batizada de Radio Rebelde, para se comunicar com a população.

7. Com o apoio da população, os guerrilheiros tomaram o poder em janeiro de 1959 e Fidel Castro se tornou o líder do país. Fulgêncio Batista fugiu e os colaboradores do antigo governo foram executados por decisão dos tribunais revolucionários.

8. Na época, o presidente norte-americano John F. Kennedy apoiou a Revolução Cubana. Em carta de apoio, ele escreveu: "Acredito em que não haja país no mundo, incluindo aqueles sob regime de colonização, onde a humilhação e a exploração tenham sido piores do que em Cuba, em parte por culpa da política do meu país durante a ditadura de Batista. Eu aprovo a Revolução Cubana comandada por Fidel Castro em Sierra Maestra, que se trata de um chamado por justiça, especialmente no que diz respeito à corrupção em Cuba. E vou ainda mais longe: em alguns pontos, Batista parece ser a encarnação de pecados norte-americanos. Agora, chegou a hora de pagarmos esses pecados. No que diz respeito ao regime de Batista, estou do lado dos revolucionários cubanos. Isso é perfeitamente claro".

9. O líder Che Guevara deixou Cuba para incentivar movimentos em outros países latino-americanos. Por meio de informações da CIA (o serviço secreto americano), Che foi executado por militares no interior da Bolívia, local onde dirigia um grupo de guerrilheiros.

10. As reformas promovidas em Cuba fizeram os Estados Unidos acreditarem que o governo da ilha estaria se aproximando dos padrões socialistas da União Soviética. Em 1960, os norte-americanos decretaram o bloqueio continental a Cuba e, no ano seguinte, as relações diplomáticas entre os dois países foram rompidas. A partir disso, a aproximação com a União Soviética foi inevitável e a ilha de Fidel tornou-se oficialmente o primeiro Estado socialista do hemisfério ocidental.