10 curiosidades sobre tubarões

1. A forma, o número e a disposição dos dentes dos tubarões variam entre as espécies. Normalmente, uma série funcional pode ter até 60 dentes incluindo os dispostos no maxilar superior e no inferior. Um tubarão pode perder até 30 mil dentes ao longo de sua vida. Sempre que um cai, nasce outro no lugar.

2. O animal vive em média entre 20 e 45 anos. Carnívoro absoluto, ele caça peixes pequenos ou os grandes que já estão moribundos. Nunca para de nadar e gasta muita energia. Por isso, tem digestão super rápida e precisar comer constantemente.

3. O tubarão é míope. Sua visão só é capaz de enxergar objetos muito próximos. Em compensação, ele tem um sistema sensorial chamado "linha lateral". Quando há mudanças na pressão da água ou na corrente marítima, o tubarão as detecta. Por causa dessa turbulência, pode perceber a aproximação de um inimigo de grande porte.

4. Existem aproximadamente 450 espécies de tubarão distribuídas por todos os oceanos, em águas tropicais, subtropicais, temperadas e frias, desde regiões costeiras àquelas com profundidades de até 3.000 metros. Na costa do Brasil, já foram registradas 81 espécies.

5. A cada ano, cerca de 50 milhões de tubarões são capturados e mortos. Entre 1987 e 2002, só no Oceano Atlântico houve uma redução de 50% da população de 8 tipos de tubarão. No mundo, 10 espécies correm risco de extinção.

6. Apenas 27 espécies de tubarões já se envolveram em ataques a seres humanos. Os mais frequentes foram protagonizados pelo tubarão-branco, pelo tubarão-tigre e pelo cabeça-chata.

7. Números indicam que 20 a 25 pessoas morrem por ano em decorrência de ataques de tubarões. Em compensação, no mesmo período, mais de mil pessoas morrem por causa de picadas de abelhas.

8. O maior tubarão do mundo é o baleia, que pode atingir 20 metros de comprimento. O título de menor fica com o tubarão-anão, que, adulto, mede 25 centrímetros. O cação-bagre vive mais: pode passar dos 80 anos. E o mais veloz é o tubarão-anequim, que alcança 64 km/h.

9. Há poucos animais que ameaçam os tubarões em seu ambiente. Entre eles, estão alguns grandes mamíferos como a orca e o cachalote.

10. Diversas partes do corpo desse predador são utilizadas na ciência médica. Sua cartilagem possui uma substância que, em animais de laboratório, mostrou-se inibidora do crescimento de tumores. Outro composto presente nos tubarões serve à produção de pele artifical. E a córnea é usada para fazer transplantes em seres humanos.