O trono britânico

1. O sucessor da rainha Elizabeth II, que está no poder desde 1967, será seu filho mais velho, Charles Philip Arthur George Windsor, o Príncipe de Gales. Charles tem três irmãos: Anne, Andrew e Edward.

2. Ao conhecer o neto William, a rainha comentou secamente: "Ainda bem que ele não tem orelhas como as do pai".

3. William levou um castigo severo no colégio interno por ter enfiado a cabeça de um colega num vaso sanitário e tentado dar descarga.

3. O jornal The Sun publicou em janeiro de 2005 uma foto do princípe Harry, filho mais novo do príncipe Charles, vestido de nazista em uma festa à fantasia. Além disso, ele aparece na imagem fumando e bebendo. Diante do escândalo, o nobre precisou escrever um pedido de desculpas.

4. Ele também foi acusado em maio de 2005 por uma professora de Eton, escola onde estudou, de ter feito armações em seu exame final de arte. Sarah Forsyth também afirmou que o chefe de seu departamento, Ian Burke, ajudou o príncipe a fazer o trabalho que seria apresentado na prova. A escola se defendeu dizendo que Sarah só fez as declarações depois de saber que não teria seu contrato renovado. O nobre também negou as acusações.

5. Os reis que ocupam este trono têm soberania sobre toda a Comunidade Britânica, que é formada por países que, mesmo tendo se tornado independentes, continuam sob a guarda da Coroa. São eles: Reino Unido da Grã-Bretanha, Irlanda do Norte, Antígua e Barbuda, Austrália, Bahamas, Barbados, Belize, Canadá, Granada, Jamaica, Nova Zelândia, Papua Nova Guiné, São Cristóvão e Névis, Santa Lúcia, São Vicente e Granadinas, Ilhas Salomão e Tuvalu.

6. Os reis têm pouco poder sobre as ações políticas dos países da Comunidade. As decisões executivas são tomadas pelos respectivos primeiros-ministros.