O passado da imagem

1. Os estudos realizados sobre o material e o estilo da imagem concluem que ela foi esculpida pelo frei Agostinho de Jesus, um mestre ceramista que trabalhou em mosteiros paulistas por volta de 1650.

2. O tempo em que ficou no fundo do rio e a ação da fuligem dos lampiões dos oratórios deixaram-na coma cor castanha brilhante.

3. Para a diretora do Museu de Arte Sacra, a explicação mais provável para o fato da santa ter sido jogada no rio é a seguinte: segundo a tradição brasileira, quando uma imagem religiosa quebra-se, as pessoas jogam-na no rio ou ao pé de uma cruz. E isso pode ter acontecido com a imagem de Nossa Senhora Aparecida. "O mistério é saber como o pescador conseguiu fisgar as duas partes uma em seguida da outra", diz Zilda Ribeiro. "Só mesmo por ação divina."

4. Outras teorias falam que bandeirantes, que carregavam imagens de Maria, jogaram a imagem.

5. E que escravos negros podem ter associado-a à de algum orixá das águas e, assim, terem lançado-a mediante algum pedido.