O Natal em outras 10 religiões

1. Budismo
Cristo nem sequer é mencionado pelos textos sagrados desta religião. Sua festa mais importante ocorre em maio, quando os devotos rememoram o nascimento e a morte de Buda. Nessa ocasião, dão banhos de chá em uma imagem de elefante com um bebê em cima. Ela depois é colocada em um altar enfeitado.

2. Hinduísmo
Os adeptos dessa religião reconhecem Cristo como um avatar (encarnação de Vishnu, uma de suas entidades divinas mais importantes). O dia 25 de dezembro é reservado à comemoração da Festa das Luzes. Neste dia, para eles, o nascimento da luz venceu a escuridão.

3. Islamismo
Para os islâmicos, Cristo é uma espécie de profeta. Mas mesmo dando relativa importância a sua figura, os fiéis não possuem uma data especial para comemorar seu nascimento. As duas principais festas da religião são a Eid el-Fitr, celebração do desjejum realizada após o Ramadã, e o Eid el-Adha, que marca o encerramento da peregrinação a Meca.

4. Judaísmo
Os judeus não reconhecem Jesus Cristo como Filho de Deus e, portanto, não comemoram seu nascimento. No período do Natal, eles realizam o Chanuká, ou a Festa das Luzes. Ela relembra a reinauguração do Grande Templo de Jerusalém, reconquistado pelos judeus após 3 anos de guerras. Quando foi retomado, o local estava cheio de imagens pagãs e sediava costumes profanos. Para purificá-lo, foi necessário acender diversas luzes. Por isso, o principal símbolo do chanuká, que dura 8 dias, é a menorá (candelabro judaico). As oito velas que o adornam são acesas, uma a cada dia, durante a festividade.

5. Testemunhas de Jeová
Como entendem que festas de aniversário são um costume pagão, as Testemunhas de Jeová, apesar de prestarem devoção a Cristo, não fazem nenhuma comemoração no dia 25 de dezembro. Elas preferem negligenciar a data também porque não há nada na Bíblia que ateste ser este o dia do nascimento do Messias.

6. Umbanda
A religião associa Cristo a Oxalá, maior de todos os Orixás. No dia 25 de dezembro, os umbandistas agradecem à entidade que, segundo sua crença, comanda todas as forças da natureza.

7. Wicca
Desde tempos pré-cristão, os adeptos das tradições pagãs comemoram o solstício de inverno, batiza de Yule, em 21 de dezembro. As comemorações se estendem até janeiro, e deram origem às festas de fim de ano adaptadas pela cultural cristã ocidental.

8. Kemetismo
Os seguidores dessa religião do Antigo Egito comemoram em 21 de dezembro o Dia do Retorno da Deusa Errante, desde 4.500 a.C. Celebra-se o retorno da deusa Hathor a seu pai Ra, e a restauração de sua relação.

9. Neopagãos
O grupo que idolatra deuses da Roma Antiga celebra as tradicionais festas da Saturnália, que coincidem com o solstício de inverno (21 de dezembro).

10. Zoroastrismo
Os adeptos desta religião fundada na antiga Pérsia relembram o aniversário de morte de Zaratustra em 26 de dezembro. É o dia mais importante do calendário dos fiéis, que aproveitam para recitar preces e visitar templos de adoração.