Ícaro, célebre personagem da mitologia grega, alimentou durante toda a vida o sonho de ganhar asas e sair voando da ilha de Creta. Construiu asas de cera e se preparou para alçar o voo no qual morreria tão logo o sol derretesse a cera que lhe sustentava. A história virou símbolo do desejo do homem em voar. Com dirigíveis, aviões, helicópteros, asas delta e outras invenções semelhantes isso até que se tornou possível.

Dando um passo a mais nessa história, a artista norte-americana Alexis Noriega resolveu realizar o sonho de muitos seres humanos: ganhar asas. Com a The Crooked Feather, Noriega criou fantasias que imitam asas de águias e realmente se movimentam como se estivessem voando. Feitas de maneira 100% artesanal, as asas são abertas e batidas com um toque em um botão que acompanha a roupa.

Alexis Noriega criou roupas com asas de águia

A ideia foi desenvolvida a partir de um rebuscado sistema de ar pressurizado. A americana de 30 anos já tinha feito aulas de voo de para-quedas para ter a sensação de ver as coisas com o olhar de um pássaro. As peças custam entre 35 e 3 mil dólares. A que custa 3 mil demanda em torno de 240 horas de trabalho para ficar pronta.

Em entrevista à revista “People”, ela falou sobre os problemas que o projeto causou em sua vida: “Isso tomou conta da minha vida. Sempre tem um monte de penas pairando pelo ar na minha casa”. As asas, que não são capazes de alçar voo de fato, também foram inspiradas nos desfiles da Victoria’s Secret, em que as modelos representavam anjos.

  • Share/Bookmark