Foi em 21 de junho de 1970 que um dos maiores times de futebol de todos os tempos atingiu sua consagração absoluta: Félix; Carlos Alberto, Brito, Piazza e Everaldo; Clodoaldo e Gérson; Jairzinho, Tostão, Pelé e Rivellino. Os 11 comandados do técnico Zagallo golearam a Itália por 4 x 1 e conquistaram o tricampeonato mundial para a Seleção Brasileira na Copa do Mundo do México. As seis vitórias em seis jogos com 19 gols marcados e sete sofridos encantaram todo o planeta e ainda rendem homenagens aos craques brasileiros até hoje.

Em Belém,  havia um brasileiro tão feliz com a conquista e com aquele timaço que não se contentou em sair às ruas para comemorar a vitória. Ele queria mesmo era homenagear os jogadores. Oder Nunes Torres seria pai em breve. A mulher, Odila da Silva Torres, estava grávida de um menino. Pronto, era isso. A criança teria um nome que homenageasse o esquadrão campeão.

Brasil foi tricampeão mundial em 1970

Para não cometer nenhuma injustiça, Oder passou a criar combinações com as iniciais dos nomes dos jogadores. Não achou nenhum que lhe agradasse. Chegou a enviar uma carta para a CBD, a Confederação Brasileira de Desportos (que mais tarde se tornaria a Confederação Brasileira de Futebol), pedindo uma sugestão. Acabou se decepcionando com a resposta, que apenas sugeria que ele escolhesse um único jogador para batizar o filho.

Oder não desistiu e acabou encontrando o nome que procurava sozinho: Tospericagerja da Silva Torres. “Tos” de Tostão, “pe” de Pelé, “ri” de Rivellino, “ca” de Carlos Alberto, “ger” de Gérson e “ja” de Jairzinho. Seis jogadores homenageados – só Félix, Piazza, Brito, Everaldo e Clodoaldo ficaram de fora. O curioso é que os dois sobrenomes de Tospericagerja podem ser encontrados no elenco do tri: “da Silva” em Wilson da Silva Piazza (e também no reserva Everaldo Marques da Silva) e “Torres” no capitão Carlos Alberto Torres.

Tospericagerja da Silva Torres em 2012 (Foto: Reprodução/TV Globo)

O nome foi aceito no cartório, mas se tornou praticamente impronunciável para todos os que conviveram com o garoto nascido no dia 19 de julho daquele ano. Assim, Tospericagerja passou a ser simplesmente “Peri” para os amigos.

 

  • Share/Bookmark