O McDonald’s da Rua Henrique Schaumann, no bairro de Pinheiros, em São Paulo, está passando por uma grande reforma e ampliação. Um grande painel, que serve como tapume, anuncia: “Um projeto diferente e uma experiência inovadora – Vem aí o restaurante do futuro”. Do lado de dentro, as mudanças também são dignas de nota. O piso superior está fechado e no andar de baixo os clientes são recebidos com mensagens instigantes: “Em breve, neste local, um McDonald’s como você nunca viu. Não era você que queria ver o futuro?”, questiona uma. “Estamos preparando um novo McDonald’s. Prepare-se para uma nova experiência”, anuncia outra.

McDonald’s na Rua Henrique Schaumann, em São Paulo, deve ter novidades

Novidades concretas, por outro lado, ainda estão escondidas. A unidade da maior rede de fast-food do mundo ainda não apresenta nenhuma mudança no cardápio, nas mesas ou na decoração. Em dezembro de 2015, a rede inaugurou em Hong Kong o seu primeiro McDonald’s Next. Ao conhecidíssimo menu da casa foram adicionadas novidades como o conceito de “create your taste” (crie seu sabor, em português), onde o cliente seleciona quais ingredientes deseja em seu lanche. A mudança no visual também impressiona. Uma decoração moderna, de cores mais neutras, substitui o amarelo e o vermelho pelo cinza e o preto. Até mesmo um salad bar, onde os clientes montam inúmeras variedades de salada, foi criado.

No ano passado, Nova York ganhou também seu primeiro restaurante do futuro. A proposta é menos impactante visualmente que a de Hong Kong, mas também difere bastante do que estamos acostumados a ver. A revolução no modo de atender o cliente é outra aposta do McDonald’s do futuro: os pedidos são feitos em um terminal de atendimento eletrônico e entregues na mesa pelos garçons, palavra que tradicionalmente nunca fez parte do vocabulário dos arcos luminosos. O conceito já se espalhou por outras cidades como Chicago e países como Austrália, França e Canadá. A rede Wendy’s, que chegou em São Paulo no ano passado, já serve os lanches na mesa.

Primeiro McDonald’s Next foi aberto em Hong Kong (Foto: Divulgação)

Ainda não se sabe ao certo quais serão as novidades do McDonald’s Next no Brasil. Mas não deverão fugir muito das experiências já testadas no exterior. Em entrevista ao site Pequenas Empresas, Grandes Negócios, Paulo Camargo, presidente da Arcos Dourados, empresa que comanda as ações da rede no Brasil, mencionou a customização dos sanduíches, o serviço de entrega dos pedidos na mesa e a proposta de “gourmetizar” o fast-food.

Prevista para março, inauguração do McDonald’s do futuro não sairá antes de junho

À época, a previsão de inauguração do restaurante do futuro na Rua Henrique Schaumann era para março deste ano. Com o prazo estourado já em dois meses, funcionários da obra disseram à reportagem que a obra deve ser entregue em junho. Procurada, a assessoria de imprensa do McDonald’s não confirmou a data.

  • Share/Bookmark