Há 50 anos, o primeiro filme de James Bond estreava nos cinemas. O personagem foi criado em 1953 por Ian Fleming, mas só chegou às telonas em 1962, em “007 Contra o Satânico Dr. No”.

Cartaz de "007 Contra o Satânico Dr. No" (1962)

De lá até hoje, foram lançados 22 filmes. O 23° (“007 – Skyfall”) está previsto para 9 de novembro deste ano. Para comemorar esse cinquetenário, o Blog do Curioso listou 50 curiosidades – somente para seus olhos:

Cartaz de "007 - Skyfall" (2012)

1) 007, o agente secreto fictício do serviço de espionagem britânico MI-6, já foi interpretado por seis diferentes atores: Sean Connery, George Lazenby, Roger Moore, Timothy Dalton, Pierce Brosnan e Daniel Craig.

2) Onze diretores já assinaram a direção: Terence Young, Guy Hamilton, Lewis Gilbert, Peter R. Hunt, John Glen, Martin Campbell, Roger Spottiswoode, Michael Apted, Lee Tamahori, Marc Forster e Sam Mendes. John Glen é o recordista, com 5 no currículo.

3) Sean Connery ficou 12 anos sem interpretar James Bond. Ausente desde 1971, retornou em 1983, em “007 – Nunca Mais Outra Vez“. Ele foi convencido por sua mulher, Micheline, que foi também responsável pela escolha do título do filme (em inglês, “Never Say Never Again”).

4) O cineasta Steven Spielberg é fã declarado de James Bond. Sua série de filmes “Indiana Jones” é uma homenagem ao espião, e em “Tubarão” (1975) há cenas inspiradas em “007 Contra a Chantagem Atômica” (1965). Como retribuição, os roteiristas de Bond batizaram de “Jaws” (nome original do filme “Tubarão”) o vilão de dentes de aço de “007 – O Espião que me Amava” (1977). No filme, o personagem ainda mata um tubarão a dentadas.

5) George Lazenby, apesar de só ter atuado como James Bond uma vez (“007 a Serviço Secreto de Sua Majestade“, de 1969), foi quem mais provocou polêmicas. Quando Pierce Brosnan foi escolhido para viver o agente, ele declarou: “estamos nos anos 90 e as mulheres anseiam por um homem diferente, com características femininas. E isto, certamente, Brosnan possui”.

6) James Bond é conhecido por seu sucesso com as mulheres – em todos os filmes, há pelo menos uma “bondgirl” fatal. Além disso, o agente já mostrou ser fã da Playboy. Em “007 a Serviço Secreto de Sua Majestade” (1969), ele furta uma revista de um advogado, e em “007 – Os Diamantes São Eternos” (1971), é mostrado um cartão do “Playboy Club” na carteira de Bond.

7) A princípio, Sean Connery foi rejeitado para interpretar o agente secreto. Um executivo da produtora de filmes chegou a afirmar, referindo-se ao passado do ator: “Não vou exibir um filme estrelado por um estivador”.

8 ) Nos 18 filmes produzidos por Broccoli, 007 deu 166 beijos: 142 na boca, 9 no rosto, 2 no pescoço e 11 pelo corpo de suas conquistas. Foram cerca  de 9 beijos por filme.

9) “Bond, James Bond” – como se apresenta o personagem – é uma das frases mais conhecidas da história do cinema. Ela foi dita pela primeira vez aos 5min38s de “007 Contra o Satânico Dr. No” (1962), o primeiro filme da série.Veja abaixo uma compilação:

10) O compositor do tema de James Bond, reconhecido até hoje pelo público, é Monty Norman. A música está presente em todos os filmes da série. Norman recebeu uma ninharia por aquela que se tornaria uma das mais famosas trilhas do cinema, que vendeu mais de 25 milhões de discos em todo o mundo.

11) No primeiro filme da série, Ian Fleming ofereceu o papel de Dr. No para o ator Noel Coward, que respondeu: “Dr. No? No! No! No!”.

12) Em “007 Contra o Satânico Dr. No” (1962), James Bond admira o quadro “Duque de Wellington”, de Francisco de Goya, no quartel-general de Dr. No. Na época, a obra havia sido roubada, e a cena sugeria que o vilão do filme teria sido o responsável pelo crime.

13) Desde que Sean Connery pediu um Martini batido (e não mexido) com vodca (e não gim) no primeiro filme da série, a popularidade do gim começou a cair. Ele exigia que seu drinque fosse feito com “a genuína vodca russa Smirnoff”, provavelmente uma jogada de marketing.

14) O biquíni branco usado pela atriz Ursula Andress em “007 Contra o Satânico Dr. No” (1962) foi leiloado em 2001 por 60 mil dólares. O traje de banho mais famoso da história do cinema gerou polêmica na Itália – quando o filme foi lançado, o Vaticano divulgou um comunicado expressando sua desaprovação à posição moral do roteiro.

15) Na época em que atuou como James Bond (1995 a 2002), Pierce Brosnan podia participar também de outros filmes. Em seu contrato, só era proibido que ele aparecesse em cena vestido de smoking.

16) Para erguer o vulcão que serviu de quartel-general ao vilão Blofeld em “007 – Só se Vive Duas Vezes” (1967), gastou-se 1 milhão de dólares, o equivalente a 5 milhões de dólares hoje. Trata-se de 11% do que foi gasto em toda a produção – incluindo despesas de viagem ao Japão e cachês dos atores.

17) O ponto alto de “007 Contra o Homem com a Pistola de Ouro” (1974) é o salto de 360 graus de um carro sobre uma ponte semidestruída. A cena foi projetada pelo coordenador de dublês Jay Mulligan com o auxílio de estudantes da Universidade de Cornell e engenheiros da empresa televisiva AMC. Amparado por várias ambulâncias, o dublê Bumps Willard, que estava dentro do carro, se saiu bem de primeira, e a cena não teve de ser refilmada. Confira:

18) Viver James Bond nos cinemas é uma maratona. Com locações em diversas partes do mundo e inúmeras cenas de ação, as jornadas de trabalho dos protagonistas duram em média 14 horas.

19) Em “007 – Na Mira dos Assassinos” (1985), pela primeira vez, uma amante de James Bond aparece por cima nas cenas de sexo. Quem atropela os valores machistas do espião é a vilã May Day.

20) George Lazenby acusou Diana Rigg, seu par romântico em “007 a Serviço de Sua Majestade” (1969), de comer alho propositadamente antes de atuarem juntos em cenas de amor.

21) Daniel Craig começou a interpretar o agente aos 37 anos, em “Cassino Royale”, de 2005. Sua escolha causou polêmica: ele é loiro, enquanto James Bond é tradicionalmente moreno. O ator nasceu 6 anos depois da estreia do primeiro filme da série.

22) Para Ian Fleming, o filme ideal de James Bond seria dirigido por Alfred Hitchcock e estrelado por Cary Grant. Ele mudou de ideia assim que viu Sean Connery em “007 Contra o Satânico Dr. No” (1962).

23) Em “007 – Somente para seus Olhos” (1981), filmado na Espanha, garotas de biquíni aproveitam o sol ao mesmo tempo em que camponeses colhem azeitonas. Aos mais observadores, trata-se de um erro duplo: além de não haver cultivo de oliveiras nos arredores de Madri, as azeitonas só são colhidas no inverno, a temperaturas de cerca de 5° C.

24) Na primeira cena de luta de “Casino Royale” (2005), Daniel Craig levou um soco e acabou perdendo dois dentes.

25) As músicas tema dos filmes da série são disputadas entre os artistas do momento. Já gravaram canções de 007 nomes como Paul McCartney, A-Ha, Tom Jones, Tina Turner, Madonna, Garbage, Nancy Sinatra, Duran Duran, Sheryl Crow e Carly Simon.

26) Elton John declarou que a música tema de Madonna para “007 – Um Novo Dia Para Morrer” (2002) não tinha melodia. E ainda completou: “Eles deveriam ter me contratado. Não é a melhor gravação de Madonna e digo isso como um fã dela”. A amizade dos dois acabou aí. Veja se você concorda com Elton John:

27) 007 é a série de filmes mais lucrativa da história do cinema: todos juntos já arrecadaram 12 bilhões de dólares.

28) 007 Contra o Foguete da Morte“, de 1979, teve várias cenas filmadas no Brasil. As Cataratas do Iguaçu foram mostradas como parte da Amazônia… Que gafe! O bondinho do Pão-de-Açúcar, no Rio de Janeiro, também foi cenário para o filme. Veja a cena:

29) 007 Contra a Chantagem Atômica” (1965) era para ser o primeiro filme da série. Ele começou a ser produzido no fim dos anos 50, mas Kevin McClory, um dos autores da história, processou Ian Fleming por não dar-lhe créditos autorais. Por conta da briga judicial, o filme só foi lançado depois de outras três aventuras de James Bond.

30) Por muito pouco, “Moscou Contra 007” (1963), segundo filme de Sean Connery, não foi também seu último. Em uma cena de perseguição ao agente por um helicóptero, o ator – que realizava uma cena perigosa sem dublês – quase foi morto por um piloto inexperiente que voou baixou demais.

31) O agente 007 sempre recebe uma missão de “M”, seu superior no Serviço Secreto. Houve apenas uma exceção: em “007 Somente para seus Olhos” (1981), o personagem foi retirado do roteiro, em homenagem a Bernard Lee, ator que havia vivido “M” nos 11 filmes anteriores e morreu subitamente durante as gravações do 12°.

32) Na cena de “007 Contra o Satânico Dr. No” (1962) em que uma aranha anda no braço de Bond é possível perceber que ela está sobre uma superfície lisa. Trata-se da proteção de vidro que a separa do ator Sean Connery.

33) Roger Moore não saiu ileso dos 12 anos em que interpretou James Bond. Em “007 – Viva e Deixe Morrer” (1973), quebrou um dente em uma cena de perseguição em uma lancha, e em “007 Contra Octopussy” (1983), cortou a mão e deslocou um ombro.

34) Em “007 – Viva e Deixe Morrer” (1973), James Bond usa um relógio Rolex equipado com um poderoso ímã para abrir o vestido de Miss Caruso. Nesta cena, um membro da produção ficou agachado junto ao chão esticando o vestido da atriz para que o zíper corresse sem problemas.

35) No filme “007 Contra Goldeneye” (1995), Bond abandona sua marca favorita de champanhe, a Dom Perignon, e a troca pela concorrente Bollinger La Grande Année.

36) No cinema, a Smersh, órgão político de retaliação composto basicamente por russos, deu lugar à Spectre, tipo de sindicato freelancer do crime. Essas duas organizações fictícias são os principais inimigos de James Bond.

37) Nas filmagens de “007 – Viva e Deixe Morrer” (1973), um jacaré mordeu o calcanhar do dublê de Roger Moore, Ross Kananga, durante uma cena em que James Bond salta em um rio pisando sobre os animais. A sorte dele foi a grossa bota que estava usando, que impediu que ele se ferisse.

38) Avaliada em 180 mil reais, a pistola dourada usada em “007 Contra o Homem com a Pistola de Ouro” (1974) foi roubada do estúdio onde era guardada, em Hertfordshire, na Inglaterra, em 2008.

À esquerda, a pistola dourada.

39) Em 2009, a revista “Entertainment Weekly” escolheu James Bond o melhor herói de Hollywood de todos os tempos, na frente de Indiana Jones, em segundo lugar, e do Homem-Aranha, em terceiro.

40) Irvin Allen, que interpretou o personagem Che Che de “007 a Serviço Secreto de Sua Majestade” (1969), foi preso e indiciado como principal suspeito do assassinato de sua mulher, a tailandesa Chamlong, morta a facadas.

41) James Bond enfrentou adversários de todos os tamanhos. Em “007 Contra o Homem com a Pistola de Ouro” (1974), ele luta contra Nick Nack, de apenas 1,10 metro. Já em “O Espião que me Amava” (1977) e “007 Contra o Foguete da Morte” (1979), o vilão Richard Kiel tem 2,20 metros.

42) James Bond é viúvo. Em “007 a Serviço Secreto de Sua Majestade” (1969), ele se casa com Teresa, condessa di Vicenzo, assassinada no início da lua de mel.

43) A cena de “007 – Viva e Deixe Morrer” (1973) em que uma lancha atravessa uma festa de casamento e estraçalha o bolo foi filmada três vezes. Nas duas primeiras, ela se chocou contra árvores ao redor.

44) Carolyn Cossey, atriz que aparece na piscina em “007 – Somente Para Seus Olhos” (1981) já foi um homem. Ela se chamava Barry, até mudar de sexo, em 1972.

45) Em janeiro de 2012, o National Motor Museum, da Inglaterra, inaugurou a exposição “Bond in Motion”, com 50 carros usados nos filmes de James Bond, desde 1962.

A exposição "Bond in Motion"

46) O 23º filme da série (“007 – Skyfall”), de orçamento de 230 milhões de dólares, está previsto para estrear no Brasil em 9 de novembro deste ano. O vilão é interpretado pelo espanhol Javier Bardem.

47) Pela primeira vez na história, um vencedor de Oscar está na direção de um filme de James Bond. “007 – Skyfall” é de Sam Mendes, que ganhou o prêmio por “Beleza Americana” (1999).

48) Em entrevista à revista “Men’s Journal”, o ator Daniel Craig assumiu não gostar da preparação física pela qual precisa passar para viver James Bond nos cinemas: “o que você está fazendo com a sua vida se você gasta 3 horas do dia fazendo ginástica?”.

49) Apesar do sucesso da série, os dois únicos Oscars de James Bond foram conquistados por “007 Contra Goldfinger” (1964), na categoria Efeitos Especiais, e “007 Contra a Chantagem Atômica” (1965), na categoria Efeitos Visuais.

50) Em comemoração ao aniversário, a Fox e a MGM lançaram uma caixa inédita com os 22 filmes da série em Blu-Ray, além de 130 horas de material extra. No Brasil, a relíquia estará disponível em 31 de outubro deste ano e custará em torno de 700 reais. Confira o trailer:

  • Share/Bookmark